RELATO INSPIRADO POR ORELHAS

Por 18 de fevereiro de 2015 Livros Nenhum Comentário
DESTAQUE-RELATO

“Bela estreia na literatura! Narrado em primeira pessoa, o texto é todo subjetivo, internalizado – como uma esponja, que absorve a realidade exterior sugando-aprofundamente.

A prosa (poética) é cubista – fragmentada, com partes aparentemente soltas e desconexas. No entanto, ao avançar na narrativa, percebe-se que os cacos vão se juntando, os fragmentos se revelam, na verdade, uma metáfora das separações, dos divórcios, dos rompimentos, dos desencontros e das mortes que estraçalham a vida da narradora. Neste sentido, a orelha reforça a metáfora, pois é, aparentemente, um órgão solto, que, em seu íntimo, está sempre em busca de juntar (pelo sábio ato de ouvir) os cacos do corpo, ou seja, da vida (desintegrada).

O livro, já pelo título, é “metonimizado” na orelha. Por que será que o objeto livro Relato Inspirado por Orelhas não tem orelha? Foi proposital? Para mim, sugeriu uma violência, uma extirpação, que se reflete nas perdas da narradora. No entanto, embora o livro sugira algo não para ser lido, mas para ser ouvido (portanto destinado não a um leitor, mas a um ouvidor), há, espalhados por suas páginas, narizes, bocas, olhos e mãos. Todos os cinco sentidos estão representados neste caos de vida.

Na descrição seca e melancólica, a narração tem um tom filosófico que remete a um existencialismo um tanto niilista, como o de Clarice Lispector. Paula Febbe escreve sem clichês. Há, ao contrário, achados interessantes, como “fotossíntese mental” (página 78). O livro é um meio que fala sobre o fim, inclusive iniciando-se pela “Conclusão”. E a paciência da personagem Cristina é a virtude associada à loucura de um Van Gogh. Em Relato Inspirado por Orelhas, a paciência é uma “natureza morta”.

Receba o primeiro capítulo gratuitamente. Basta cadastrar-se abaixo!

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Compre e receba em casa

Compre agora o livro “Relato inspirado por orelhas” e receba no conforto da sua casa. Além de ajudar uma autora nacional, você terá uma ótima companhia para viagens, trânsito ou uma tarde chuvosa.

Outros livros da autora

Deixe um comentário